Comments are off for this post

[Estudo Para Célula de Multiplicação] – Vivendo a Plenitude de Deus

Texto Chave: “Querendo o aperfeiçoamento dos santos, para a obra do ministério, para edificação do corpo de Cristo; até que todos cheguemos à unidade da fé, e ao conhecimento do Filho de Deus, a homem perfeito, à medida da estatura completa de Cristo, para que não sejamos mais meninos inconstantes, levados em roda por todo o vento de doutrina, pelo engano dos homens que com astúcia enganam fraudulosamente. Antes, seguindo a verdade em amor, cresçamos em tudo naquele que é a cabeça, Cristo, do qual todo o corpo, bem ajustado, e ligado pelo auxílio de todas as juntas, segundo a justa operação de cada parte, faz o aumento do corpo, para sua edificação em amor.” (Efésios 4:12-16)

Verdade Central: Como é bom viver a plenitude em Cristo e saber que com o Senhor não existe meio termo. Ou você é feliz, ou infeliz. Ninguém é quase feliz. Uma pessoa que diz que está mais ou menos feliz, está infeliz. Precisa ser liberta, curada e restaurada para vivermos a plenitude que Deus tem para lhe entregar.

Para vivermos a plenitude e usufruirmos a vida em abundância que Jesus prometeu, precisamos vencer algumas situações na nossa vida, como:

 

  1. Problemas emocionais

Os problemas emocionais e as debilidades que uma pessoa carrega, seja homem ou mulher precisam ser tratadas e curadas, caso contrário, vão se multiplicar com o tempo. Temos que ser pró-ativos no ajuste emocional para não vivermos como desajustados emocionais, mesmo após termos um encontro com Deus.

Todos nós precisamos ser tratados emocionalmente. Pensar o contrário é um grande engano. E nesse caso os homens são mais dados ao erro do que as mulheres. Os homens não são de se importar muito com as emoções. Muitos aprenderam desde cedo que homem não chora. Crescem desprovidos de proteção emocional e quando casam não sabem suprir as emoções da esposa e dos filhos.

Cuidar das emoções, investir nas emoções é não se permitir morrer antecipadamente por causa de uma vida desajustada, proveniente de emoções adoecidas.

No Ano da Família, mais que nunca, vamos buscar essa conquista emocional que nos leva a ter uma vida mais equilibrada com o cônjuge, com os filhos e com as pessoas ano nosso redor.

 

  1. Aprender a chorar

Quantas vezes quando crianças, ouvimos dos nossos pais que não deveríamos chorar ou que tínhamos que engolir o choro, principalmente os homens. Que ensino errado! A Bíblia diz exatamente o contrário: “Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu. […]Tempo de chorar…” (Eclesiastes 3:1,4)

Se queremos a cura em todas as áreas das nossas vidas, vamos precisar chorar em alguns momentos para sermos livres das prisões emocionais. Então, precisamos aprender que os desajustes emocionais podem acarretar muitas perdas e cadeias, como manter o choro preso.

Na Bíblia, encontramos muitos homens que choraram, inclusive Jesus. Mas a Bíblia diz que, em Ziclague, Davi chorou tanto que desfaleceu no ânimo. Ele chorou por causa de sua esposa Abigail. Como Igreja de Cristo, precisamos aprender a chorar pela Noiva, isso significa também chorar pelo cônjuge quando você é casado.

 

Às vezes, o cônjuge é difícil, e o que mudará a sua história é entrar com choro, pranto, arrependimento. Pesquisas comprovam que enquanto as mulheres fazem tudo para agradar os homens, os homens fazem tudo para machucá-las. Quanta cura precisamos para termos casamentos sadios!

Não é à toa que a Bíblia diz que os maridos devem amar suas esposas e não tratá-las com mágoas. É uma ordem imperativa!

 

  1. Viver o amor

“… Deus é amor.” (I João 4:8)

Deus é AMOR! Quantas pessoas feridas por não estarem cumprindo o que a Bíblia diz. Seria tão simples se seguíssemos o que a Bíblia nos ensina sempre, visto que nela encontramos direção para tudo. Assim viveríamos o amor e não sofreríamos desafetos.

Vemos tantas gafes entre casais por falta do não cumprimento das ordenanças bíblicas. Marido que ama cuida, lê a Bíblia com a esposa e com os filhos e procura viver exatamente o que aprende. Isso é gerar vida e relacionamento curado através da Palavra do Eterno. Esposa que ama é submissa ao marido e cuida dos filhos em amor.

Famílias que se amam vivem esse upgrade e são felizes e realizadas, pois marido, esposa e filhos mantém em ordem as suas vidas em todas as áreas.

  1. Viver em santidade

Viver em santidade é uma ordenança bíblica. “Sede santos, como Eu Sou Santo.” (I Pedro 1:16). O manto da santidade deve ser a nossa vestimenta diária. Homem e mulher devem ser santos diante de Deus. A guerra pela santidade precisa ser vencida diariamente.

Não quebre princípios! Quando você quebra princípios, compra uma briga com o Senhor dos Exércitos já sabendo que é perdedor. Só somos vitoriosos quando vivemos em santidade e integridade em Deus.

Ser curado é uma decisão! Saber chorar nas horas certas é sabedoria! Viver o Amor que Deus nos entregou é um privilégio! Viver em santidade é estar guardado no Pai. Assim podemos manter a nossa casa espiritual, emocional e física em plena saúde e em ordem, pois esse é o nosso dever.

Todos os dias, pela manhã, acorde declarando que você será muito melhor hoje do que ontem, e isso em todas as áreas. Esse é o seu legado para mudar a história da sua geografia.

Vivendo a Plenitude de Deus

Comments are closed.